Cicatriz de Acne

CORREÇÃO DE CICATRIZES DE ACNE

 

As cicatrizes de acne são as marcas elevadas ou deprimidas provocadas pela doença chamada acne, vulgarmente conhecida como “espinhas”.

A acne é uma doença das glândulas sebáceas, muito comum na adolescência. Se não for corretamente tratada, a acne pode evoluir com cicatrizes por toda vida. É uma doença com múltiplas causas: obstruções nos poros, acúmulo de sebo, contaminação por bactérias e fatores hormonais são as principais.

A doença pode provocar cicatrizes muito inestéticas e permanentes, conforme o grau de acometimento, da gravidade, profundidade, extensão e tratamentos incorretos.

Tratamentos

Podemos considerar que a acne tem cura. É muito importante não manipular as lesões, evitar cosméticos (maquiagem, pintura, base, corretivos) e seguir o tratamento indicado pelo dermatologista.

O tratamento da acne é demorado, exige disciplina e perseverança. Os medicamentos mais eficazes são: peróxido de benzoíla, adapaleno, ácido retinóico, antibióticos de uso local e oral e isotretinoína.

Para as cicatrizes, os tratamentos disponíveis e mais eficazes são as cirurgias que descolam a pele abaixo da cicatriz (subscisão), o preenchimento, a aplicação de ácidos (cauterização química) e o laser.

Resultados

O tratamento das cicatrizes de acne é um desafio difícil e demorado. Exige perseverança, paciência e são necessárias múltiplas sessões para se alcançar um resultado satisfatório.

É um tratamento feito em etapas, podendo ser comparado a uma restauração de uma obra de arte.  Cada cicatriz é tratada individualmente, em várias etapas. Em média, são necessárias seis sessões de subcisões ou cauterizações químicas, com intervalo de seis semanas, antes do tratamento final com o laser.

O paciente deve saber que os resultados são muito variáveis, dependendo da extensão e profundidade das cicatrizes.  Os resultados podem ser bastante satisfatórios e também desapontadores.  É muito difícil conseguir a total reconstituição da pele de forma que ela fique totalmente lisa, como era antes.

A escolha da técnica para corrigir as cicatrizes da acne depende do tipo de cicatriz que pode ser elevada, deprimida, larga ou estreita.

SUBCISÃO

É feita nas cicatrizes deprimidas, profundas e consiste numa pequena cirurgia onde cada cicatriz é tratada individualmente, utilizando anestesia local e uma agulha que eleva este tipo de cicatriz.

ÁCIDOS

A aplicação de ácidos é feita nas cicatrizes deprimidas e puntiformes, chamadas de “ice-picks”, sem necessidade de anestesia.

SHAVING

Para as cicatrizes altas, elevadas, a técnica mais indicada é uma cirurgia que retira as cicatrizes, chamada de “shaving” e logo em seguida é aplicado um medicamento para evitar a recidiva. O laser é a última etapa do tratamento, para dar o “acabamento final” e está indicado em todos os tipos de cicatrizes.

PREENCHIMENTO

Para as cicatrizes mais deprimidas e profundas. O material usado é o ácido hialurônico. O procedimento é feito com anestesia tópica e o ácido hialurônico injetado na pele. É muito bem tolerado e o resultado dura em média por um ano.

LASER DE CO2 FRACIONADO (DEEP FX)

O laser de CO fracionado2 (gás carbônico) ao ser aplicado na pele promove a contração do colágeno e a melhora das cicatrizes. Esse tratamento pode ser feito isoladamente, mas apresenta resultados melhores se for associado a subcisões (cirurgias que descolam a pele) e cauterizações químicas (aplicações de ácidos).

O tratamento é considerado um dos mais eficazes para as cicatrizes de acne. Tem aprovação para uso médico dos órgãos de saúde no Brasil (ANVISA) e em vários países da Europa, bem como do FDA – Food and Drug Administration, órgão regulador nos Estados Unidos.

O procedimento é realizado por médico após uso de creme anestésico, que deve ser aplicado com uma hora de antecedência. Dura cerca de 30 minutos e é seguido pela aplicação de um jato de ar frio que alivia a sensação de calor na pele. A dor é suportável, mas o paciente pode sentir um ardor discreto por aproximadamente duas horas.

Utilizando potências mais altas, apenas uma sessão basta. Com potências mais baixas são necessárias duas ou três aplicações, em intervalos de dois a três meses

O resultado não é imediato, pois a formação do colágeno continua acontecendo até seis meses após o procedimento. Os resultados melhoram gradativamente nesse período e permanecem por toda a vida. O paciente pode acompanhar o resultado por meio da documentação fotográfica realizada antes e após o tratamento.

Esse tratamento demanda a preparação da pele, por isso todas as orientações são fornecidas por escrito com antecedência. A vaselina aplicada logo após o laser deve ser mantida durante 24 horas. Depois é necessário usar cremes hidratantes até a descamação total – que deve ocorrer em uma semana – e filtro solar durante 30 dias. É muito importante evitar exposição solar intensa por 30 dias antes e após o laser. Não é necessário evitar exercícios físicos. A maquiagem pode ser utilizada a partir do quarto dia após a aplicação.