A pele e o sol

Os raios ultravioleta do sol (UVA e UVB) podem causar queimaduras, manchas, rugas, envelhecimento precoce da pele e são responsáveis por 90% dos cânceres de pele.

O efeito do sol na sua pele é acumulativo ou seja, o sol que você se expõe na infância se acumula com o da adolescência, da vida adulta e os efeitos surgem geralmente após os 30 ou 40 anos de idade. Por isto as crianças já devem adquirir hábitos de proteção solar. As pessoas com maior risco dos efeitos do sol são aquelas de pele clara, com olhos e cabelos claros, os ruivos, com sardas e aquelas pessoas que se queimam facilmente e dificilmente se bronzeiam.

Entretanto, nenhuma pessoa está totalmente livre dos efeitos dos raios ultravioleta. É importante salientar que as nuvens não oferecem proteção total pois 70 a 80% dos raios ultravioleta ainda conseguem atravessá-las. Lembre-se
também que os raios ultravioleta se refletem na areia, neve, água e no concreto, duplicando a dose de exposição solar. As sombras de árvores, sombrinhas e barracas reduzem apenas em 50% a quantidade de exposição solar. O vidro comum filtra também apenas 50% dos raios ultravioleta. Uma camiseta de algodão (T-shirt) tem um fator de proteção 5 ou seja seria como você estivesse usando filtro solar de baixíssima proteção. Outro importante fator de envelhecimento da pele é o fumo que diminui a circulação sanguínea e a oxigenação dos tecidos. Tudo isto não quer dizer que você deve permanecer dentro de casa o resto da vida, nem ficar com medo exagerado de sol. O importante é se conscientizar dos efeitos do sol, seguir algumas precauções e criar alguns hábitos saudáveis para sua pele:

  1. Proteja suas crianças do sol e ensine-as bons hábitos de proteção solar.
  2. Evite exposições solares no período de 10 horas às 16 horas, horário em que os raios ultravioleta são mais intensos.
  3. Use filtro solar diariamente, na pele exposta (face, pescoço, braços e mãos), com fator de proteção no mínimo 30, aplicando pela manhã e no meio do dia. Evite o uso de bronzeadores, mesmo aqueles que contem filtro solar. Não confie apenas na proteção dos filtros solares. Complemente sua proteção usando chapéus ou viseiras e óculos escuros.
  4. Nos períodos de maior exposição (praias, clubes, piscinas, parques, caminhadas, esportes ao ar livre) siga todas as orientações acima, aplicando o filtro no mínimo 30 minutos antes do sol,reaplicando de 2/2 horas ou após duchas, mergulhos e transpiração excessiva.
  5. Evite clínicas ou salões de bronzeamento artificial.
  6. O uso de hidratantes é aconselhável nas pessoas com pele seca, principalmente no verão e no inverno.
  7. Procure sempre se orientar com seu dermatologista e evite “tratamentos de rejuvenescimento” sem a orientação deste especialista.
  8. Procure seu dermatologista se notar o aparecimento de alguma mancha ou “pinta” que não existia (principalmente se a mancha for escura) ou se notar o aparecimento de alguma ferida na pele que está demorando a cicatrizar. Consulte também o dermatologista se notar alguma modificação nas manchas ou “pintas” que já existiam: mudança de tamanho, cor, sangramento, formação de crosta, coceira, etc.